Projeto Viva o Peixe-Boi-Marinho terá programação especial para a Semana do Meio Ambiente

Projeto Viva o Peixe-Boi-Marinho terá programação especial para a Semana do Meio Ambiente

O Projeto Viva o Peixe-Boi-Marinho, da ONG Fundação Mamíferos Aquáticos, preparou uma programação especial de sensibilização e educação ambiental para a Semana do Meio Ambiente. Palestras, exposição sobre fauna marinha, oficina, plantio de mudas nativas, ação de limpeza de praia e exibição de filmes com o Cine Peixe-Boi fazem parte das atividades que serão realizadas até o dia 09 de junho, nos estados da Paraíba, Sergipe e Bahia. Confira a programação detalhada da Paraíba:

PARAÍBA – Para a Área de Proteção Ambiental da Barra do Rio Mamanguape, litoral norte da Paraíba, o Projeto preparou um roteiro especial que começa no dia 04 de junho, com uma ação de limpeza de praia protagonizada pelos agentes ambientais mirins do PVPBM e pelos atletas da Liga Esportista Peixe-Boi-Marinho, crianças e adolescentes de 6 a 14 anos. O grupo também participará do plantio de muda nativa em uma área coletiva na comunidade. Neste dia também terá uma oficina de pintura com as crianças menores de 5 anos. No dia 06 de junho, na base do Projeto, as crianças da primeira infância da Barra de Mamanguape participam de uma oficina de pintura e de uma sessão de contação de histórias. E finalizando a programação, no dia 09 de junho, a equipe Viva o Peixe-Boi-Marinho estará, junto com a Superintendência de Administração do Meio Ambiente (SUDEMA), no Instituto Federal da Paraíba, em João Pessoa, participando do evento “Dia D”, que abordará tudo sobre fauna.

O Projeto Viva o Peixe-Boi-Marinho – realizado pela Fundação Mamíferos Aquáticos em parceria com a Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental, é uma estratégia de conservação e pesquisa para evitar a extinção desta espécie no Nordeste do Brasil. Atua nas áreas de pesquisa, tecnologia de monitoramento via satélite, manejo, educação ambiental, desenvolvimento comunitário, fomento ao turismo eco pedagógico e políticas públicas. Conta com o apoio da APA da Barra do Rio Mamanguape, Arie Manguezais da Foz do Rio Mamanguape, CEPENE/ICMBio e do Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Monitoramento Ambiental da Universidade Federal da Paraíba.