Lixo espacial cai em fazenda australiana

Lixo espacial cai em fazenda australiana

Moradores do estado australiano de Nova Gales do Sul encontraram três grandes pedaços de detritos espaciais caídos numa fazenda, um deles com 3 metros de comprimento.

Brad Tucker, um astrofísico que inspecionou os destroços, afirmou que provavelmente se tratam de fragmentos de uma cápsula SpaceX Dragon usada durante a missão Crew-1, em 2020. Alguns dos fragmentos tinham até números de série.

Os cientistas já sabiam que pedaços da Dragon poderiam cair na área por volta do início de julho. Os fragmentos encontrados também estavam na trajetória estimada para a carcaça, afirma o astrônomo Jonathan McDowell.

O criador de ovelhas Mick Miners descobriu o objeto de 3 metros de altura em seu campo em 25 de julho, como conta à Australian Broadcasting Corporation. Seu vizinho também havia encontrado detritos em seu campo na semana anterior, e as pessoas na área também relataram ter ouvido um estrondo alto no dia 9 – provavelmente da cápsula caindo no chão.

Lixo espacial em fazenda australiana. Provavelmente, parte da missão Crew-1, da SpaceX.

Um dos detritos encontrados por moradores da região. As marcas de queimado vem da alta temperatura atingida durante a reentrada na atmosfera. Brad Tucker/YouTube

A Agência Espacial Australiana e a polícia de Nova Gales do Sul estão investigando os objetos para confirmar sua conexão com voos espaciais. “Eventualmente a SpaceX, ou pelo menos os EUA, terão que fazer uma declaração dizendo se querem ficar com eles ou não”, diz Tucker.

O risco de detritos espaciais acertarem alguém é baixo. Os cientistas podem rastrear os pedaços maiores, para prever onde eles cairão. Contudo, o problema vai aumentar à medida que as viagens espaciais também se intensificam, e achados como esse serão mais comuns.