Empresa composta mais de 130 toneladas de restos de alimentos

Empresa composta mais de 130 toneladas de restos de alimentos

Com composteiras ao lado dos refeitórios e separação de orgânicos, redução de resíduos foi de 40%

A Tereos, produtora de açúcar, etanol e energia, reduziu em 40% o descarte de resíduos nos refeitórios do grupo, localizado no interior de São Paulo. Por meio de um projeto de compostagem em suas unidades industriais, mais de 130 toneladas de restos alimentares deixaram de ir para aterros sanitários desde o começo de 2020 até setembro deste ano.

O projeto teve início em 2020 com a instalação de composteiras nas sete unidades do grupo, localizadas no noroeste do Estado de São Paulo. Os recipientes são abastecidos diariamente com os resíduos orgânicos e cobertos com palha, grama, folhagem e/ou bagaço, que se transformam em biofertilizante que é utilizado nas áreas de viveiro e jardinagem.

Ainda pensando na reutilização e destinação ambientalmente correta, dos resíduos, a companhia também conta com uma parceria para doação e reciclagem de óleo. Todo o óleo de cozinha utilizado na preparação dos alimentos nos refeitórios das unidades é armazenado e posteriormente doado para a associação Renascer, de Olímpia (SP), onde é comercializado para fabricação de biodiesel.

Desde o ano passado até o mês de setembro deste ano, 386 toneladas de óleo utilizadas pela companhia tiveram destinação correta por meio da parceria, evitando a contaminação de 9,65 milhões de metros cúbicos de água.

“Com as iniciativas de gestão de resíduos nas unidades, fortalecemos nossas iniciativas em prol do meio ambiente e da atuação responsável da companhia em todas as frentes“, comenta Renato Zanetti, Superintendente de Excelência Operacional na Tereos.

Fonte:  CicloVivo