36 países já têm mais árvores do que no ano 2000, mostra pesquisa

36 países já têm mais árvores do que no ano 2000, mostra pesquisa

Uma nova pesquisa revelou que nações como Reino Unido, Uruguai, China e Índia tiveram um aumento em suas áreas verdes nos últimos 20 anos. Brasil lidera a lista de países com a maior perda de florestas

Boas notícias para o planeta: 36 países no mundo registraram mais árvores no ano de 2020 do que possuíam em 2000. Os dados são de uma pesquisa recente da Universidade de Maryland e da ONG World Resources Institute, que revelou não apenas as nações que se tornaram mais verdes, mas também aquelas que perderam árvores.

Só no século 21, o planeta já perdeu mais de 100 milhões de hectares de áreas florestadas; um tamanho 2,5 vezes maior que a Califórnia. Entre os países que tiveram resultados positivos na análise de dados, os destaques são o Reino Unido, Ucrânia, China, Índia, Dinamarca, Irlanda e Uruguai. O estudo também concluiu que a Ásia e a América do Sul possuem as maiores extensões de florestas (33% e 21%, respectivamente), enquanto a Europa e a Oceania têm as menores (apenas 9% e 4%).

Os dados também não significam que o crescimento das florestas nesses países foi significativo. Apenas 17 deles, no mundo, tiveram um aumento maior que 1%, comparado aos 60 países que perderam a mesma porcentagem. O Brasil lidera a lista de países com a maior área de floresta perdida desde 2000, seguido do Canadá, Congo e e Paraguai. A explicação está no aumento legal e ilegal das fronteiras agrícolas em regiões amazônicas.

Agora, a Universidade de Maryland e a World Resources Institute partem para um novo projeto juntas: descobrir quanto CO2 essas árvores estão realmente capturando e ajudando a limpar a poluição na atmosfera.