Receitas feitas com caju incentivam a valorização do pseudofruto na culinária

Receitas feitas com caju incentivam a valorização do pseudofruto na culinária

Rico em fibras e vitamina C, o caju, além de possuir um excelente valor nutricional, é  muito popular no Nordeste e oferece diversos subprodutos a partir do seu pedúnculo. Apesar disso, o potencial do pseudofruto ainda é pouco explorado na culinária.

Com o intuito de divulgar possibilidades gastronômicas a partir do pedúnculo do caju, a Embrapa Agroindústria Tropical em parceria com a Tijuca Alimentos e a Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco (EGSIDB), realiza o “Desafio Gastronômico Tijuca – Sabores e Histórias do Caju”.

A ideia é divulgar que é possível aproveitar ao máximo o pseudofruto de forma criativa a partir de receitas originais e econômicas que tenham como principal ingrediente a fibra vegetal do caju. As cinco receitas finalistas serão apresentadas na manhã desta quarta-feira (27), na Escola de Gastronomia Social Ivens Dias Branco, quando será escolhida a vencedora.

As receitas finalistas que serão expostas nesta última etapa do concurso são: bolo rústico de caju com brigadeiro, de Darwin Dias; bolo de caju com caramelo, da Flor da Lua Doceria; moqueca de fibra de caju, de Lo Galvão; bolo integral de caju zero lactose com coulis de caju, de Jenilson Borges; e vatapá de caju, de Maricozinha Criativa.

Genésio Vasconcelos, chefe de Transferência de Tecnologias da Embrapa Agroindústria Tropical, ressalta que o evento possui um diferencial, além da premiação: “Queremos incluir o caju cada vez mais como um item do cotidiano da cozinha nordestina, não apenas como fruta, mas como ingrediente para refeições e sobremesas, aproveitando cada vez mais essa matéria-prima abundante e rica em sabor, aroma, nutrientes e textura, além de servir como alternativa a outros ingredientes, principalmente para a alimentação baseada em vegetais”.

Além disso, Vasconcelos enfatiza que o desafio vem para mostrar que não só profissionais da gastronomia estão aptos a realizar essas receitas com caju, mas que as pessoas da sociedade de um modo geral também podem reproduzir esses pratos de forma simples, e assim mostrar ao público que é possível usar o caju no dia a dia, como uma matéria prima abundante, de excelentes aspectos nutricionais e que faz parte da realidade da nossa região.

Escolha e premiação

O teste prático para escolha da receita vencedora levará em consideração os critérios criatividade, exequibilidade, avaliação sensorial e economicidade. A Comissão Avaliadora será composta por profissionais da Embrapa Agroindústria Tropical, Escola de Gastronomia Social e Tijuca Alimentos. Cada participante ficará responsável pela matéria-prima necessária à elaboração da sua preparação, bem como pelos utensílios e equipamentos que serão usados ao longo do teste prático.

A iguaria selecionada em primeiro lugar será apresentada em uma live realizada nesta quinta-feita (28), no Canal da Embrapa no Youtube . Os demais pratos finalistas serão apresentados nas redes sociais das instituições realizadoras do concurso. A premiação é de R$ 800 e brindes da Tijuca Alimentos para o primeiro lugar e R$ 200 e brindes da Tijuca Alimentos para o segundo lugar.

Serviço

O quê: Live de apresentação da receita vencedora
Quando: quinta-feira – 28 de outubro de 2021 – 19h30
Onde: Canal da Embrapa no Youtube  (youtube.com/embrapa)