Projeto atende demandas e impulsiona agricultura familiar no Sertão do Estado

Projeto atende demandas e impulsiona agricultura familiar no Sertão do Estado

A agricultura familiar em São João do Rio do Peixe (Sertão) vem ganhando mais impulso com as ações implementadas pelo programa PB Rural Sustentável, desenvolvido pelo Governo do Estado, por meio do Projeto Cooperar, em parceria com o Banco Mundial. O município é um dos que mais apresentou demandas (por meio de 10 entidades representativas) que vão incrementar a produção e comercialização dos produtos: 209 cisternas, quatro passagens molhadas e um abastecimento d’água completo.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de São João do Rio do Peixe e secretário do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS), Isau Maniceu da Silva Júnior, que representa os agricultores da região, parabenizou o Governo do Estado da Paraíba pela iniciativa e pelo programa que está beneficiando a agricultura familiar.

Maniceu destacou que os agricultores e agricultoras familiares, mesmo diante da pandemia, não pararam de produzir os alimentos que chegam à mesa dos paraibanos. “São alimentos com qualidade, sem uso de agrotóxicos e, nesse momento, a gente louva o Governo do Estado da Paraíba por incentivar a agricultura familiar”.

As demandas do município de São João do Rio do Peixe foram divididas entre as 10 associações que as apresentou, contemplando os agricultores com cisternas, passagem molhada e abastecimento d’água completo. Desses subprojetos, as cisternas – num total de 209 – já estão quase todas concluídas. O Sítio Gravatá que é uma região rica e produtiva de alimentos (arroz, milho, melancia e diversas verduras), necessitava de uma passagem molhada para o escoamento da produção que é vendida em toda a região do Estado. A obra já está em construção e em breve vai facilitar a vida dos agricultores familiares daquela comunidade.

Os sítios São Bento, Baixio dos Albuquerques e Serrote também foram beneficiados com as ações do PB Rural Sustentável, além do Sítio Timbaúba, que produz rapadura, e os agricultores já vivem a expectativa da conclusão das obras. “Só temos a agradecer ao Projeto Cooperar, na pessoa do coordenador geral Omar Gama, ao secretário da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento do Semiárido (Seafds), Bivar Duda”.

Parceria

O coordenador geral do Projeto Cooperar, Omar Gama, se disse satisfeito em constatar que o trabalho executado pelo PB Rural Sustentável está sendo reconhecido. “Estamos vendo que todas as entidades estão trabalhando de forma sistêmica para que o beneficiário, que é o agricultor familiar da Paraíba, tenha melhoria na sua qualidade de vida. Fico orgulhoso com o depoimento de Júnior no qual reconhece nosso trabalho, que é uma determinação do governador João Azevêdo”.

Omar Gama comentou que São João do Rio do Peixe tem sido realmente um modelo de boas práticas, porque tem apresentado muitos projetos, e o apoio do Sindicato dos Trabalhadores Rurais local é indispensável, “porque sem esse amparo não teríamos essa corrente completa: Secretaria de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento do Semiárido (Seafds), Empaer, sindicatos, prefeituras, associações, cooperativas”.

O coordenador geral do Projeto Cooperar ainda se colocou à disposição dos agricultores familiares paraibanos para continuar fazendo com que os subprojetos do PB Rural Sustentável levem qualidade de vida para o homem do campo.

Fonte:  A União