O melhor projeto ambiental? Transformar CO2 em combustível

O melhor projeto ambiental? Transformar CO2 em combustível

Desde 1999, é organizada pela Austrian Energy Globe Foudation a premiação Energy Globe World Award, para eleger o melhor projeto ambiental do ano.

Em 2021, o vencedor foi apresentado em Glasgow durante a COP26, ganhando a competição entre projetos de 182 países.

E o campeão na categoria energia veio da Espanha, com o projeto SUN-to-LIQUID– o qual prevê que o CO2 lançado no ar seja convertido em combustíveis sintéticos, usando apenas a luz solar.

O projeto permite que ocorra uma redução e emissões de CO2 em mais de 90%.

Quais vantagens?

O projeto permite que o resultado desse processo possa ser convertido em metanol ou querosene, sendo pelo princípio de seu processamento um combustível neutro em relação à emissão de CO2.

Esse combustível pode ser aplicado em navios e na aviação eliminando a necessidade de combustíveis fósseis.

A grande vantagem decorre de que se aproveita a emissão de CO2, que contribui para o aquecimento global, e a substituição de combustíveis fósseis.

Como funciona o sistema?

Conta com dois reatores e uma central solar.  Um reator capta do ar o CO2 e o vapor de água, que são direcionados ao segundo reator.

Nessa etapa os materiais capturados passam por um processo de conversão em monóxido de carbono e hidrogênio, resultando em um gás denominado Syngas.

Essa substância é enviada a uma câmara que provoca a reação através de um catalizador de cobre, transformando-a em querosene ou metanol.

Ao usar matéria-prima disponível abundantemente na natureza, pode ser considerado um combustível sustentável.

Fonte:  Greenme