Nigéria quer produzir abacate sustentável e ser um dos maiores exportadores da fruta

Nigéria quer produzir abacate sustentável e ser um dos maiores exportadores da fruta

O cultivo do abacate, fruta saborosa e bem nutritiva, está em expansão na Nigéria.

O objetivo dos empreendedores é colocar o país entre um dos principais exportadores abacate do mundo, como México, a República Dominicana e o Peru.

aumento mundial da demanda por abacate fez com que os agricultores locais de Ogun, estado na região sudoeste da Nigéria, passassem a produzir em larga escala o “ouro verde“, por ser mais lucrativo do que outros produtos.

Mas um dos fatores primordiais para a produção da fruta é o grande consumo de água, o que faz com que o o cultivo do abacate não seja propriamente sustentável.

Para a produção de 1 kg de abacate, 2.000 litros de água são necessários, em comparação à laranja, por exemplo, que consome apenas 500 litros de água para 1 kg da fruta.

Como fazer o cultivo do abacate ser sustentável?

Através de estudos e pesquisas, os nigerianos estão adotando um método mais sustentável visando a economia de água.

O primeiro processo é o enxerto de abacateiros grandes em abacateiros da espécie Hass, que demandam menos água para a produção. Em seguida, acontece o cuidado e o preparo da terra, com uma mistura de fibra de coco junto ao solo arenoso.

O especialista em abacate, Peter Kariuki, ao DW explica o porquê dessa técnica:

“A fibra de coco absorve parte da água funcionando como uma esponja. O material coleta água de outras partes de solo e a traz para perto da muda ou da árvore.”

Veja o vídeo e entenda melhor:

Não é à toa que a demanda por abacate cresce em todo o mundo. Esta fruta é cheia de propriedades medicinais e nutricionais. E melhor ainda se o cultivo do abacate puder ser mais sustentável!