Documentário ‘Entre Baleias e Pandemia’ registra desafios e resiliência em 2020

Documentário ‘Entre Baleias e Pandemia’ registra desafios e resiliência em 2020

Foram 30 dias de navegação e mais de 800 milhas (1.450 Km) navegadas. 173 grupos de baleias avistados. E a certeza de que, graças a décadas de monitoramento e proteção, em águas brasileiras, as baleias-jubarte estão firmes rumo à recuperação total de sua população. Esse é o principal resultado da Expedição Entre Baleias e Pandemia, realizada pelo Projeto Baleia Jubarte em 2020 entre Praia do Forte, Bahia e Vitória, Espírito Santo, e contada agora em um documentário curto, que também registrou os desafios das comunidades costeiras e dos operadores de Turismo para sobreviver ao fechamento quase total das atividades no pior período da Covid-19 no Brasil.

“Além das belíssimas imagens e do registro de nosso trabalho de pesquisa, realizado em condições abaixo do ideal em função das restrições sanitárias, o documentário conseguiu captar um desafio histórico do Turismo de Observação de Baleias, atividade em ascensão no Brasil na última década e que se viu ameaçada pela pandemia. Com o avanço da vacinação, felizmente, apesar de lento, hoje podemos celebrar a volta do Turismo e a retomada dos benefícios socioeconômicos da atividade”, ressalta diretor de comunicação do Projeto, Enrico Marcovaldi.

O documentário também registrou a importância dos espaços interpretativos do Projeto Baleia Jubarte na Bahia e no Espírito Santo, os quais, adotando todas as medidas de precaução, seguiram recebendo visitantes durante boa parte do período da pandemia, mantendo aceso o interesse do público nas baleias e em sua avistagem.

E as baleias podem ter se beneficiado da paralisação temporária das atividades humanas no mar. Durante a realização do documentário, as jubartes compareceram em grande número, e das 460 baleias avistadas, 97 eram filhotes, evidenciando um grande sucesso na temporada reprodutiva, principalmente na região do Banco dos Abrolhos que é a principal área de concentração das jubartes no Brasil.

As imagens inéditas das jubartes e dos desafios da expedição, bem como entrevistas com profissionais do Turismo de Observação nas comunidades visitadas podem ser conferidas a partir deste dia 6 de setembro, às 17h, nas redes sociais @projetobaleiajubarte ou diretamente neste link.

A Expedição contou com o apoio da Portomar, Sharkdive, Skiper Catamarã, Abrolhos Adventure, USE Telecom e TV Bahia.

Projeto Baleia Jubarte

Com mais de 30 anos de atuação na pesquisa e conservação das baleias-jubarte e do ambiente marinho no Brasil, o Projeto Baleia Jubarte, patrocinado pela Petrobras pelo Programa Petrobras Socioambiental, integra a Rede Biomar com outros projetos patrocinados pela empresa (Albatroz, Coral Vivo, Golfinho Rotador, Meros do Brasil e Tamar), que atuam de forma integrada para promover a pesquisa e a conservação da biodiversidade marinha do Brasil. O Projeto Baleia Jubarte é administrado pelo Instituto Baleia Jubarte a partir de suas sedes na Praia do Forte e em Caravelas, na Bahia; e em Vitória, no Espírito Santo.