Damasco seco: veja os benefícios e 7 formas de usar

Damasco seco: veja os benefícios e 7 formas de usar

Você provavelmente já ouviu falar no damasco, essa é uma fruta originária das regiões da China e da Sibéria e que faz parte da mesma família do pêssego, da ameixa e da cereja. No Brasil, o cultivo de damasco não é tão comum, mas é muito fácil encontrar o damasco seco no mercado. Quer saber mais sobre esse assunto? Então, leia este artigo!

damasco seco
Entenda neste artigo para que serve damasco seco! | Foto: Pixabay.

O que é um damasco seco?

O damasco é uma fruta rica em fibras e nutrientes como: vitamina A, vitamina b2, vitamina C, carboidratos, fósforo, ferro, cálcio e niacina. A semente do damasco fresco, geralmente, é utilizada para fazer óleos, que são ricos em vitaminas A e C, ácidos oleicos e ácidos linoleicos.

O damasco seco é o fruto fresco desidratado e é em um ingrediente utilizado com bastante frequência para a produção de sorvetes, cremes, pavês ou recheios. O damasco seco carrega uma concentração maior de nutrientes em comparação ao damasco fresco, mas também possui mais calorias, por isso, deve ser consumido moderadamente.

No geral, todas as frutas secas são excelentes para o trânsito intestinal e isso não é diferente para o damasco seco. Para usá-lo, podemos te dar duas opções: consumi-lo como um lanche ou fazer um mix, combinando damasco seco com sementes e oleaginosas, como castanhas, nozes, semente de abóbora, entre outras. O consumo desses alimentos ajuda o indivíduo a ter uma alimentação equilibrada.

Como o damasco seco é produzido?

Na maior parte das vezes, o damasco seco é produzido por meio de um desidratador. Para iniciar o processo de desidratação da fruta, são escolhidos damascos que estejam maduros, já que os verdes costumam azedar durante o processo.

Depois de escolher os damascos adequados para o processo de desidratação, as frutas são lavadas, cortadas na metade e os caroços são retirados. Em seguida, a parte do centro do damasco é pressionada para que a polpa fique em evidência. O processo de desidratação só pode ser feito com a polpa virada.

Assim que as polpas de todas as frutas são viradas para cima, os damascos são inseridos no desidratador em forma de fileira, sendo necessário deixar um espaço entre as frutas. O desidratador é iniciado em uma temperatura próxima a 57 graus.

Os damascos são deixados no desidratador por um período de 12 horas e depois são armazenados em um recipiente de vidro, que possui tampa para garantir a preservação das frutas.

Diferença damasco x damasco seco

O damasco fresco, assim como outras frutas, deve ser consumido em um curto período específico de tempo. Para conservá-lo, é preciso mantê-lo em uma temperatura ambiente e evitar expor a fruta à luz solar. Depois de cortado, deve ser mantido em embalagem plástica de 3 a 5 dias dentro da geladeira.

O damasco seco oferece um rápido aumento de energia, por possuir maior concentração de açúcar e é mais rico em fibra e ferro. O consumo de  frutas secas é uma rápida e excelente opção para uma alimentação equilibrada, sem esquecer, claro, do consumo da fruta fresca.

Um fator que coloca o damasco seco em desvantagem em comparação ao damasco fresco, é que a versão seca possui um maior índice de açúcar, por isso, deve ser consumido moderadamente.

Quais são os benefícios do damasco seco?

Se você está pesquisando por “damasco seco benefícios”, saiba que essa fruta conta com vantagens semelhantes às de todas as frutas alaranjadas. A cor laranja das frutas indica que ela é rica em carotenóides, especialmente o betacaroteno, um antioxidante bem vantajoso para a saúde.

Em específico, o damasco possui ferro, magnésio, potássio, fósforo, vitaminas do complexo B, além de A, C, K, entre outros nutrientes. Na versão seca, o damasco é ainda mais rico em nutrientes como fibras e ferro, mas é mais calórico.

Em damascos frescos, existe maior presença de vitamina C do que no seco, uma vez que ocorrem perdas da vitamina C quando há exposição ao ar e ao calor, utilizados durante o processo de desidratação de frutas. Em contrapartida, outras substâncias, como betacaroteno, licopeno e pectina são mais concentradas e mais absorvidas pelo corpo humano, quando o indivíduo consome o damasco seco.

Veja, a seguir, os sete principais benefícios que listamos para que você comece a levar em consideração inserir o damasco seco na sua rotina de alimentação!

  1. Prevenção de Câncer

O damasco pode ajudar no combate ao câncer, devido ao seu alto teor de vitamina B17. Essa substância pode ser encontrada, também, nas sementes do damasco. Além disso, é uma fruta rica em antioxidantes que ajudam o corpo a se proteger de radicais livres e de possíveis danos às células e ao DNA, mas para consumir as sementes do damasco é preciso consultar um profissional da área da saúde.

  1. Ricos em antioxidantes

O damasco é uma excelente fonte de vitamina C e vitamina A, fornecendo 20% das necessidades diárias por cada porção da fruta seca.

  1. Saúde do Coração

O betacaroteno é uma substância responsável pela prevenção de doenças cardiovasculares, pois ele evita a oxidação do colesterol LDL e a desintoxicação do sangue.

  1. Ricos em fibras

O damasco seco traz como benefício a melhora do funcionamento intestinal e da digestão. Isso acontece em função do alto teor de fibras contido nos damascos.

  1. Saúde dos olhos

O damasco pode ajudar a prevenir doenças oculares, por exemplo, a degeneração macular, que podem surgir com o avanço da idade.

  1. Saúde do sangue

O damasco conta com uma ótima quantidade de ferro, o que contribui para a formação da hemoglobina, componente dos glóbulos vermelhos do sangue.

  1. Saúde da Pele

O consumo pode melhorar sintomas de doenças da pele como eczema.

Ao final da leitura deste artigo, você foi apresentado às principais informações sobre o damasco seco, incluindo os benefícios da sua ingestão para a saúde do organismo.