Startup desenvolve material biodegradável e moldável a partir de caroços de azeitonas

Startup desenvolve material biodegradável e moldável a partir de caroços de azeitonas

Naifactory Lab já está criando protótipos de brinquedos, luminárias e utensílios de cozinha com o produto

A startup espanhola Naifactory Lab está desenvolvendo um material biodegradável a partir de caroços de azeitonas com o objetivo de fazer protótipos de brinquedos, luminárias e utensílios de cozinha mais sustentáveis. O produto, intitulado Reolivar, é altamente econômico e também pode ser moldado em baixas temperaturas.

De acordo com um texto publicado no site Springwise, a ideia surgiu depois que os fundadores da empresa, Silvana Catazine e Josean Vilar, se inscreveram em uma oficina de biomateriais e trabalharam com aproveitamento de resíduos.

Atualmente, quando reciclados, caroços de azeitona costuma se tornar biomassa. Startups, como a Naifactory, estão procurando novas maneiras de aproveitar o resíduo. Segundo a empresa, tanto o cultivo das azeitonas como o esmagamento dos caroços pode ser feito localmente, o que mitiga também emissões de carbono da cadeia de abastecimento.

Hoje, a Naifactory está em fase de desenvolvimento de negócios e faz parte do programa CREAmedia, que apoia projetos de empreendedorismo em Barcelona, oferecendo às startups espaço de trabalho por seis meses e mentoria.

A próxima etapa é adquirir uma patente. Quanto ao desenvolvimento, a empresa espera produzir uma linha de móveis a partir do Reolivar e até lançar uma loja própria.