Pré-histórico e bizarro! Escorpião marinho gigante é descoberto na China

Pré-histórico e bizarro! Escorpião marinho gigante é descoberto na China

Paleontologistas do Nanjing Institute of Geology and Paleontology, da Chinese Academy of Sciences, descobriram que um escorpião marinho de 1 metro de comprimento habitava, há 435 milhões de anos, os mares do que hoje é a China. Eles descobriram os restos fossilizados de um euriptérido (Terropterus xiushanensis), um artrópode antigo relacionado aos modernos aracnídeos e caranguejos.

Segundo os pesquisadores, esse escorpião marinho gigante viveu no período siluriano, ou seja: entre aproximadamente 443,8 milhões e 419,2 milhões de anos atrás. A estimativa é que, nesta época, esses escorpiões tenham sido os grandes predadores subaquáticos, atacando peixes e moluscos.

Apesar de popularmente conhecidos como escorpiões-marinhos, os euriptéridos não são relacionados com os escorpiões atuais. Eles podem ser pequenos, como o Eurypterus (cerca de 30 cm), como também os maiores artrópodes que já existiram na Terra.

(Imagem: Divulgação/Nanjing Institute of Geology and Paleontology, Chinese Academy of Sciences)

“Nosso conhecimento sobre esses animais bizarros é limitado a apenas quatro espécies em dois gêneros descritos 80 anos atrás: Mixopterus kiaeri, da Noruega, Mixopterus multispinosus, de Nova York, Mixopterus simonsoni, da Estônia e Lanarkopterus dolichoschelus, da Escócia”, escreveram os pesquisadores.

O Terropterus xiushanensis é também o primeiro mixtopterídeo a ser descoberto no que teria sido o supercontinente de Gondwana (cujas divisões hoje representam a África, América do Sul, Antártida, Índia e Austrália). Segundo os pesquisadores, trabalhos futuros, especialmente na Ásia, podem revelar uma distribuição mais cosmopolita de mixopterídeos e talvez outros grupos de euriptéridos.

De qualquer forma, a pesquisa completa foi publicada na revista Science Bulletin.