Institutos europeus criam janela que pode reduzir o consumo de energia em até 70%

Institutos europeus criam janela que pode reduzir o consumo de energia em até 70%

Janelas mudam de cor conforme aumenta a temperatura e bloqueiam a luz do sol

Os institutos alemães FEP em Dresden e ISC em Würzburg, junto com a empresa sueca ChromoGenics e várias outras partes, desenvolveram um vidro resistente à luz solar que pode reduzir significativamente o consumo de energia em edifícios. As janelas estão agora sendo testadas em um hospital em Atenas, na Grécia, e em um prédio de escritórios em Uppsala, na Suécia. O teste faz parte do projeto europeu Switch2Save.

“Acreditamos que podemos reduzir o consumo de energia em talvez 70% em Atenas”, disse John Fahlteich, da FEP em Dresden ao site Innovation Origins. Segundo o pesquisador, a maior vantagem do novo material é que o ar-condicionado não precisa funcionar tanto no verão, já que o vidro responde sozinho às mudanças de temperatura.

E como funciona a nova tecnologia? Quando o sol brilha forte, as temperaturas normalmente aumentam rapidamente em um prédio com muitas fachadas de vidro. As novas janelas do Switch2Save reagem a isso imediatamente, bloqueando a luz solar. Logo, quanto mais forte está o sol, mais escuro é o vidro.

“O vidro colorido contra altas temperaturas não é em si uma novidade. O que já existe são janelas de vidro com vários graus de proteção do sol. Mas algo que ainda não existe é o vidro da janela que responde automaticamente às mudanças de temperatura”, diz Fahlteich.

Os pesquisadores estão aplicando duas técnicas na nova invenção: um vidro com o que é chamado de camada termocrômica (um revestimento) e um vidro com uma camada eletrocrômica.

Com o revestimento eletrocrômico, a temperatura é medida por sensores que enviam um sinal quando fica muito quente. Um computador então faz com que o revestimento mude de cor por meio de um pulso de eletricidade. Com o vidro termocrômico, não há necessidade dessa corrente elétrica e o vidro muda automaticamente de cor quando fica mais quente ou mais frio. Segundo Fraunhofer, os dois tipos de vidro são complementares e podem ser usados ​​lado a lado.