Comer cogumelo diminui o risco de depressão, sugere estudo

Comer cogumelo diminui o risco de depressão, sugere estudo

Cogumelo é tudo de bom. São muitos os benefícios comprovados e agora mais um, pois este alimento, segundo uma nova pesquisa, pode diminuir o risco de depressão.

O novo estudo, realizado pela Penn State College of Medicine descobriu uma ligação entre comer cogumelos todos os dias com uma menor incidência de depressão.

Estudos sugerem que o consumo de cogumelos tem a ver com um menor risco de câncer, menor probabilidade de sofrer de morte prematura, menor risco de haver comprometimento cognitivo, entre outros benefícios deste alimento.

Segundo essa nova pesquisa, os cogumelos contêm várias substâncias consideradas antidepressivas. Este seria o seu principal segredo.

O estudo

O estudo, publicado no Journal of Affective Disorders, contou com a participação de 24.699 pessoas que responderam a questionários onde se lembravam de todos os alimentos que tinham comido nas últimas 24 horas.

Os resultados mostravam os seguintes dados:

  • A incidência geral de depressão no estudo foi de 5,9%. Consumidores de cogumelos constituíram 5,2% dos participantes.
  • Os pesquisadores dividiram esses comedores de cogumelos em 3 grupos de acordo com a quantidade de consumo de cogumelos.
  • Aqueles que comeram uma quantidade média de cogumelos (4,9 gr por dia) foram o único grupo a experimentar uma redução na probabilidade de depressão. Não houve redução semelhante na depressão para aqueles que mais consumiam cogumelos (19,6 gr por dia).

O estudo sugere que uma ingestão média seria o ideal para o alívio da depressão.

Por que cogumelos combatem a depressão?

Os pesquisadores levantam a hipótese de que as propriedades antidepressivas dos cogumelos podem estar relacionadas a compostos específicos presentes nos fungos.

Como o principal autor do estudo, Dr. Djibril Ba, Ph.D., M.P.H., sugere:

“Os cogumelos são a maior fonte dietética do aminoácido ergotioneína – um antiinflamatório, que não pode ser sintetizado por humanos. Ter altos níveis disso pode diminuir o risco de estresse oxidativo, o que também pode reduzir os sintomas de depressão. ”

Os cogumelos também contêm antioxidantes que podem agir como antidepressivos.

Outra hipótese possível é a presença de potássio neste alimento. Algumas pesquisas associam o potássio à redução da ansiedade.

Embora a pesquisa não tenha conseguido relacionar de maneira totalmente satisfatória a ingestão de cogumelo com o menor risco de depressão – pois a redução de risco se deu no grupo que consumia quantidades moderadas do alimento, e não o grupo que mais consumia – fica de qualquer forma bastante evidente que este alimento, seja pelos seus nutrientes, seja pelas suas propriedades medicinais, traz vários benefícios à saude.

Uma alimentação saudável e variada é o segredo da boa saúde, inclusive mental, juntamente com sono de qualidade e atividade física.

Para quem gosta de cogumelo, boa notícia. Vamos nos lembrar de colocar mais desse alimento em nosso prato.